Meu Metro Quadrado

Gentrificação: o que é e como está gerando ótimas oportunidades em Florianópolis

24 de fevereiro de 2016


Semana passada falei um “palavrão” aqui no blog- gentrificação (lembra?) – e prometi que explicaria um pouco mais nesta semana. Vamos lá, então.

Vinda do francês arcaico (genterise), a palavra significa “de origem gentil, nobre”. Por gentrificação pode-se entender como a reestruturação de espaços urbanos residenciais e comerciais com novos empreendimentos. Mesmo com sotaque francês, a história teve origem mesmo nas terras da Rainha Elizabeth com o processo de ocupação de Londres pela classe média e alta, em substituição aos operários que antes ocupavam o local. Era mais gentry people, no lugar de working people

Outro exemplo clássico é o Meatpacking em Nova York, que como o próprio nome sugere, era o local dos açougues e abatedouros da cidade. Primeiro, chegaram os mais ousados, normalmente cheios de criatividade e pouco dinheiro. Aí é a vez dos comércios independentes, que atraem gente bacana e ocorre o que eu chamo de ‘efeito legaleza’, o local se torna cool. 

Sempre traço paralelos entre a “capital do mundo” e nossa querida Florianópolis, e alguns me acham meio amalucada. Mas guardem esse texto para daqui a vinte anos, vamos ver se tenho razão.

Nossa cidade tem algumas áreas que, guardadas as devidas proporções, passaram por este processo de gentrificação, e algumas outras que estamos no meio dele. Quer um exemplo?

Quem lembra dos campos de futebol do bairro Abraão? Baita terreno frente ao mar, numa vista encantadora, ali às margens da Via Expressa e do lado de um conjunto habitacional. Já passou por ali ultimamente? A construtora Cyrela, expert no assunto e em desenvolvimento de áreas, pescou isso anos antes e desenvolveu o Neoville.

Ninguém vê mais o conjunto habitacional, a Via Expressa não faz nem barulho e agora temos um vizinho gringo e bem fino – a mega loja da Harley Davidson. Alguém duvida que lá estamos passando por esse processo de gentrificação?

Outras construtoras da região embarcaram no projeto e trataram de lançar projetos bacanas vizinhos ao Neoville. O próximo passo é o desenvolvimento de um comércio local interessante e, como cereja do bolo, de um parque para temperar a pontinha do bairro. Uso o gerúndio, do está passando porque ainda é possível achar ótimas oportunidades por lá.

Veja algumas no site do Meu M².

Quem quiser se aprofundar no assunto gentrificação, manda um email para Meu M², que encaminharemos o ótimo artigo sobre o assunto, assinado por Márcio Fenelon, especialista no setor imobiliário. O artigo me ajudou a colocar a teoria atrás da prática que vivencio diariamente. Já quem quiser surfar na onda da gentrificação procure a Meu M² nesta semana que temos uma oferta especial. Confira:

Apartamento no Abraão, com 2 suítes + lavabo + 2 vagas de garagem (84m2) com até 18% de desconto.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@meumetroquadrado